×

Observação

There is no category chosen or category doesn't contain any items

Secretaria de Agricultura realiza venda de PANC em Pindamonhangaba

figura 3. capuchinha

Plantas Alimentícias Não Convencionais, ricas em nutrientes, são pesquisadas pela APTA na região

Capuchinha é uma das plantas vendidas pela APTA

 
 

A Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, por meio do Polo Regional de Pindamonhangaba da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), realizará a venda de ora-pro-nobis, bertalha, moringa, capuchinha, taioba, major gomes,  cara, vinagreira, araruta, curcuma e peixinho, até 29 de novembro de 2019, de segunda a sexta-feira, das 8h às 10h e das 14h às 16h, no Polo Regional da APTA, localizado na Avenida Professor Manoel César Ribeiro, nº 1920, em Pindamonhangaba. Para a aquisição, os interessados deverão certificar-se previamente pelo número (12) 3642-1823, a disponibilidade dos produtos.

            Segundo a pesquisadora da APTA, Cristina Maria de Castro, as hortaliças, consideradas Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANC), são pesquisadas na unidade da APTA e o resíduo do que foi produzido para ser estudado é disponibilizado para os interessados a preços populares. O quilo de cada uma das plantas varia de R$ 3,00 a R$ 7,00. A APTA não tem grande quantidade dos produtos para vender. Clique aqui e veja a tabela de preços (pág. 28, Executivo - Caderno I).

            As Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANC) tem conquistado parte da população interessada em uma dieta saudável e sustentável do ponto de vista econômico e ambiental. Queridinhas entre os chefes de cozinha, o nome "Não Convencional" foi dado a elas por não estarem na dieta alimentar do dia a dia e por não fazerem parte de uma cadeia produtiva já estabelecida. "São plantas alimentícias antigas, já conhecidas no Brasil. São espécies comestíveis utilizadas regionalmente por nossos antepassados", explica Cristina.

             A APTA busca fortalecer a produção e o consumo de PANC, incentivando a diversidades no campo e no prato, aliando os saberes científicos e populares. Os pesquisadores atuam na difusão e no compartilhamento de saberes junto aos produtores, técnicos e população em geral.

            De acordo com Cristina, as pesquisas envolvem transferência de tecnologias relacionadas ao manejo das PANC, propagação de sementes e forma de preparo dos alimentos. Duas vezes por ano, os pesquisadores da APTA realizam o projeto "Saúde na Mesa", uma ação em feiras de municípios do estado de São Paulo, em conjunto com produtores orgânicos de PANC e com uma chefe de cozinha, que prepara pratos para degustação da população. Além disso, os técnicos da Agência prestam assessorias com palestras e implantação de Hortas Demonstrativas em escolas para inserção das PANC na merenda escolar.

            "A APTA tem realizado trabalho de empoderamento da população sobre as técnicas de cultivo e as formas de uso das PANC na alimentação, destacando os benefícios à saúde, valorizando a cultura regional e preservando a biodiversidade. Queremos promover a alimentação saudável de verdade e explicar para as pessoas que nossa cultura alimentar e a conservação da biodiversidade são alicerces para uma vida saudável", afirma Cristina.

Clique aqui e baixe gratuitamente cartilha sobre cultivo das PANC.

Receitas

            Conheça algumas receitas preparadas com PANC, desenvolvidas por nutricionistas da Coordenadoria de Desenvolvimento dos Agronegócios (CODEAGRO), também ligada à Secretaria de Agricultura. Clique aqui e baixe gratuitamente o livro "Diga Não ao Desperdício & Pancs".

Arroz caipira com vinagreira

Tempo de preparo: 1h 40 min

Rendimento: 7 porções

Valor calórico por porção (250g): 220 kcal

Ingrediente

2 cebolas pequenas (200g)

4 dentes de alho médio (16g)

1 tomate pequeno (155g)

1 cenoura pequena (100g)

2 espigas de milho médias (510g)

9 folhas de vinagreira lavadas e picadas (30g)

500g de paleta

2 colheres (sopa) de óleo (30ml)

2 e ½ colheres (chá) de sal (15g)

2 xícaras (chá) de arroz (370g)

4 e ½ xícara (chá) de água de cozimento da carne (1l)

Modo de preparo

Descasque, lave e pique as cebolas e os dentes de alho. Lave e pique o tomate. Lave, descasque e corte a cenoura em cubos. Lave e debulhe as espigas de milho. Corte a carne em pedaços e reserve. Em uma panela de pressão, aqueça a metade do óleo e doure a metade da cebola e metade do alho, coloque a carne e sele. Adicione o tomate e 1/2 colher (chá) de sal. Em seguida, cubra a carne com água e deixe cozinhar na pressão por 20 minutos. Desfie a carne e reserve a água de cozimento. Em uma panela grande, coloque o restante do óleo e doure o alho e cebolas reservados. Refogue a cenoura e o milho e acrescente o restante do sal. Adicione a carne desfiada, o arroz e a água de cozimento da carne e deixe cozinhar até que o arroz esteja macio. Apague o fogo e coloque as folhas de vinagreira por cima do arroz. Tampe novamente a panela e deixe até que as folhas de vinagreira murchem. Sirva ainda quente.

Frango à moda com ora-pro-nóbis

Tempo de preparo: 1h 05 min

Rendimento: 6 porções

Valor calórico por porção (150g): 217 kcal

Ingredientes

2 dentes de alho médios (8 g)

1 cebola pequena (100 g)

40 folhas de ora-pro-nóbis (50 g)

2 tomates pequenos (310 g)

1 limão pequeno (80 g)

1 Kg de filé de peito de frango

1 e 1/2 colher (chá) de sal (9 g)

1 colher (sopa) de azeite (15 ml)

Modo de preparo

Descasque, lave e pique o alho e a cebola. Lave e corte em tiras finas a ora-pro-nóbis. Lave o tomate e corte-o em pequenos cubos. Lave, corte e esprema o suco do limão. Corte o frango em cubos e reserve. Em um refratário, tempere o frango com o suco do limão, 1 dente de alho e 1 colher (chá) de sal. Em uma panela, aqueça o azeite, doure 1 dente de alho e a cebola. Acrescente o frango e deixe dourar. Adicione o tomate e 1/2 colher (chá) de sal e refogue até desmanchar o tomate. Acrescente a ora-pro-nóbis e refogue até amolecer. Apague o fogo e tampe a panela.

Por Fernanda Domiciano

Assessoria de Imprensa – APTA

19 2137-8933

Notícias por Ano